25 janeiro, 2020
HR Bahia
  • Home
  • Educação
  • Guanambi: Pais dormem em fila por quase uma semana para garantir vaga em escola municipal
Educação Guanambi HR BAHIA Notícias

Guanambi: Pais dormem em fila por quase uma semana para garantir vaga em escola municipal

 

Com o objetivo de matricularem os filhos na Escola Municipal José Neves Teixeira, pais estão dormindo em fila desde a última sexta-feira (13). A escola de nível fundamental (6° ao 9º ano) está localizada no Bairro Aeroporto Velho, em Guanambi, Bahia, e é umas das instituições de ensino mais procuradas da cidade.

IDEB e OBMEP
Em comparação com as outras escolas municipais, a José Neves Teixeira possui maior Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e conseguiu atingir a meta em todos os anos de avaliações. Em 2017, por exemplo, o resultado foi de 5,3 pontos, acima da média municipal de 4,8 e acima até da média estadual que foi de 5,1. Além disso, neste ano de 2019, um aluno do 9° ano conquistou medalha de prata e uma aluna do 7° ano medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). E mais seis alunos receberam certificado de menção honrosa.

O site Mais Agora entrou em contato com a gestão da escola e de acordo com a diretora Marinez Gomes de Jesus, todos os anos a escola é premiada na OBMEP e quanto ao IDEB, segundo ela, os números só não são maiores devido a superlotação da escola.

Fila para matrículas
Até a manhã desta quarta-feira (18), já havia uma fila com cerca de 100 pessoas que se acomodam da forma que podem em barracas, colchões e cadeiras. Em conversa com o site Mais Agora, a mãe e também uma das organizadoras da fila, Daniele Prado, disse que além de adultos a fila possui também menores de idade, idosos e até gestantes, todos com o mesmo desejo: conseguir uma vaga na Escola Municipal José Neves Teixeira.

Daniele tenta uma vaga para o filho de 11 anos e segundo ela a educação na cidade de Guanambi não é igual em todas as escolas. Já na Escola José Neves Teixeira, a educação é de excelência.

Infelizmente as condições de sobrevivência não são as melhores, os pais pegam sol e chuva (chuva do último sábado, 14). Para quem não reveza com parentes e amigos, pode passar ainda por outras necessidades. Alguns optam até por pagar entre R$ 50,00 a R$ 200,00 a terceiros para guardar o lugar na fila. A escola não tem condições em dar suporte a essas pessoas, mas a Igreja Batista Independente Filadélfia tem contribuído disponibilizando água, lanches, banheiros e até realizando cultos para as famílias.

A cada três horas as organizadoras da fila fazem uma chamada dos presentes e das novas pessoas que chegam. Porém nem todos compreendem a forma de organização e discussões acabam acontecendo, causando ainda mais transtorno para as famílias.

Direção da Escola e Secretaria de Educação se manifestam
Ao Mais Agora, a diretora da instituição de ensino, Marinez Gomes de Jesus, disse que essa situação já se repete por sete anos e infelizmente é algo que foge do controle da mesma.

Vale destacar ainda que ela chegou a emitir ofício ao Conselho Municipal de Educação, informando sobre a situação e solicitando um parecer favorável. Porém o mesmo recomendou que a escola procurasse a Secretaria Municipal de Educação, pois tal demanda não compete ao Conselho.

Já a Secretaria de Educação, em resposta à escola, informou que o órgão vem estudando meios para um melhor planejamento das matrículas: “como georreferenciamento e a matrícula web, mesmo tendo conhecimento que essa essa última não evitaria as filas, pois nem todas as pessoas têm acesso à internet e a secretaria teria que dispor de postos de atendimento para orientação e efetivação das mesmas”.

Por meio do ofício n° 347/2019, a secretária de educação, Maristela de Souza Teixeira Cavalcante, lamentou a situação: “mesmo sensibilizados com os desgastes e a problemática com o período de matrícula, informamos que não encontramos base legal para extinção das filas, sendo assim, reafirmamos que o processo utilizado atualmente é democrático e segue os preceitos legais”.

Como dar fim às filas?
A diretora Marinez disse que a demanda de alunos atualmente é grande e diferente da demanda de cerca de 10 anos atras. Segundo ela, se todas as escolas do município tivessem a mesma qualidade de ensino da Escola José Neves Teixeira, talvez, essas filas não seriam uma realidade no presente.

Já Daniele Prado, mãe que enfrenta fila para matricular o filho, acredita que um dos meios para reduzir esse problema seria a aplicação de provas aos alunos que quisessem entrar na instituição. A partir dessa avaliação, os aprovados poderiam realizar suas matrículas sem transtornos.

Calendário escolar
As matrículas na Escola Municipal José Neves Teixeira iniciam na manhã desta quinta-feira (19). Já as aulas, iniciarão em 05 de fevereiro de 2020.

Redação: Mais Agora / Fotos: Dayana Rubem/Mais Agora

Comente

comentários

Publicações Relacionadas

Caetité: Homem é picado por cobra-coral e morre na UPA 24H.

hrbahia

Ex-presidente Michel Temer vira réu em caso da mala de R$ 500 mil da JBS

hrbahia

Ônibus da Novo Horizonte pega fogo na Serra de Monte Azul em Minas Gerais

hrbahia
Carregando....