19 janeiro, 2021
HR Bahia
  • Home
  • Bahia
  • Estudantes de Caetité desenvolvem projeto para otimizar barracas da feira livre do município e conquistam prêmio nacional
Bahia Caetité Educação HR BA HR BAHIA Notícias

Estudantes de Caetité desenvolvem projeto para otimizar barracas da feira livre do município e conquistam prêmio nacional

A equipe “Exploradores do amanhã” composta pelos estudantes Adeiço Oliveira, Fabiana dos Santos, Gilson Trindade, Grasiele Malheiros e Matheus Moreira, que fazem o curso técnico em Administração, no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Sertão Produtivo, localizado em Caetité, criaram um plano de ação para desenvolver um modelo de barracas mais eficiente para a feira livre do município, com a finalidade de deixar o ambiente mais organizado e livre do descarte inadequado de lixo. A iniciativa está entre os seis projetos de escolas baianas vencedores da 6ª edição do Desafio Criativos da Escola, que é uma iniciativa do Instituto Alana juntamente com o movimento global Design for Change.

Cada uma das equipes de estudantes selecionadas de todo o país foi mobilizada a criar um plano de ação, por meio do qual definiram metas e objetivos do projeto para transformarem as suas realidades. Para isso, eles receberam o prêmio de R$ 2 mil para executarem o plano de ação.

Para a professora e orientadora, Vanessa Junqueira, o reconhecimento do projeto é reflexo do empenho dos estudantes. “Eles são merecedores pela dedicação, pesquisas e pelos estudos. A importância maior desse projeto está na conscientização do incentivo à educação e alertar para a necessidade do investimento nas pesquisas sociais e científicas, que são indispensáveis no processo do ensino-aprendizagem. Em tempos tão difíceis, a vontade de desconstruir a realidade em que vivemos traz muita esperança para boas mudanças”, destacou.

A estudante Fabiana Santos, 18, destacou o aprendizado que vem obtendo com o projeto. “Participar do projeto é muito gratificante e uma experiência única. Uma vez que nos inserimos naquele ambiente para pesquisar e adquirimos o conhecimento do que se passava ali, o que estava incomodando a maioria dos frequentadores. Pudemos, dessa forma, analisar e criar um sistema de melhorias que atingisse a todos. Isso proporcionou a nós e àqueles que ali estão, um olhar diferente para tudo que se passava e percebemos também que a resposta para aquele problema era simples e dependia de nós mesmos”.

Já estudante Matheus Moreira, 18, falou do processo de pesquisa e do impacto do projeto. “Aplicamos questionários e fizemos entrevistas para encontrarmos um método de amenizar a desordem e acúmulo indevido do lixo na feira. Acreditamos que o projeto possa fomentar a conscientização da população e dos feirantes sobre a importância de preservar esse patrimônio tão importante para a cultura econômica e para a sociedade. Além disso, para a equipe o projeto nos permitiu refletirmos sobre como gestos simples podem trazer mudanças significativas”, revelou.

Além deste projeto, ainda foram premiados da rede estadual de ensino os projetos: “Mentes Brilhantes”, do Colégio Estadual Bolivar Santana, em Salvador; “Chama Preta”, do Colégio Estadual do Rio do Antônio, em Rio do Antônio; “Explosão do Amanhã”, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Sertão Produtivo, em Caetité.

Por pedro.simoes / estudantes.educacao
Fotos: Reprodução Divulgação

Comente

comentários

Publicações Relacionadas

Licitações da Prefeitura de Guanambi terão transmissão ao vivo

hrbahia

Jovem é morto a tiros em Guanambi

hrbahia

Homem é preso com plantação de maconha no Bairro Alto do Cruzeiro em Macaúbas

hrbahia
Carregando....