7 maio, 2021
HR Bahia
  • Home
  • Bahia
  • CARTA ABERTA DAS BLOGUEIRAS NEGRAS DE CAETITÉ-BA AO COMÉRCIO LOCAL
Bahia Caetité HR BA HR BAHIA Notícias

CARTA ABERTA DAS BLOGUEIRAS NEGRAS DE CAETITÉ-BA AO COMÉRCIO LOCAL

O município de Caetité é composto majoritariamente por pessoas negras, no entanto a disparidade racial sempre foi e é nítida em todos os espaços da cidade. Como influenciadoras digitais, nós blogueiras negras contestamos a falta de valorização do nosso trabalho, ao tempo que as marcas e lojas não reconhecem nossas atividades e invisibilizam nossa atuação ao não contratarem proporcionalmente nossos serviços.

Esse é um dos exemplos que escancara o racismo no nosso município. A não contratação dos serviços de influência digital de pessoas negras é sim um indicativo de práticas racistas. A representatividade e algo muito importante para nosso povo preto, que historicamente tem sua identidade apagada e sua voz silenciada. Somos nós também o maior número de consumidores no comércio, mas contraditoriamente não nós veem como referência de beleza, intelectualidade e moda. Estranho, né? Mais conhecido como racismo também…

Contestamos ainda a ausência de pessoas fora do padrão estético e cisnormativo. Queremos a valorização e inclusão de pessoas gordas e LGBTQIA+ no trabalho digital e atendente nas lojas! Vocês comerciantes querem nosso dinheiro para consumir em suas lojas, mas não incluem pessoas negras para trabalharem nas propagandas e divulgações. Estamos atentos, organizados e podemos boicotar lojas racistas, LGBTfóbicas e gordofóbicas!
Alertamos a sociedade em geral sobre as situações racistas recorrentes que nós influenciadores negros vivenciamos, pois quando somos procurados para trabalhar sempre são com propostas de serviços gratuitos ou permutas, enquanto, influenciadores brancos são devidamente remunerados.

A maioria das vezes somos chamados para falar sobre racismo e pautas raciais, o que não é um problema, mas é importante ressaltar que nós falamos sobre diversos temas e com muita propriedade. Influenciadores negros não falam só sobre racismo, mesmo que estamos em constante luta contra o preconceito racial.
Sendo assim, esperamos que o comércio em geral, as lojas, as marcas e até mesmos os seguidores/consumidores tenham atitudes antirracistas, valorizando nossas produções digitais que são sim, de muita qualidade. Por fim, pedimos que encaminhem nossa carta para as lojas que vocês consomem e questionem a disparidade racial, a padronização estética e cisnormativa presente nos influenciadores digitais da loja e atendentes. Vamos juntas, enegrecer os espaços.

Por BLOGUEIRAS NEGRAS DE CAETITÉ / Foto: Montagem HRBA

Comente

comentários

Publicações Relacionadas

Governo compra mais 54 milhões de doses de vacina contra covid-19

hrbahia

Cerca de 300 kg de maconha são apreendidos em dois carros abarrotados com sacos da droga na Bahia

hrbahia

Unidades de ensino de Guanambi receberão investimentos do Governo do Estado

hrbahia
Carregando....