0 C
Caetité, Bahia
18 novembro, 2018
HR Bahia
  • Home
  • Bahia
  • Prefeitura de Rio do Antônio não paga salários e servidores da educação paralisam atividades
Bahia Brasil Notícias Rio do Antônio

Prefeitura de Rio do Antônio não paga salários e servidores da educação paralisam atividades

Os Servidores Técnicos-Administrativos de Apoio a Educação (Serviços Gerais, Auxiliar de Nutrição, Porteiro, Secretário Escolar e Auxiliar Administrativo), do município de Rio do Antônio (BA), decidiram paralisar às atividades diárias a partir das 12h desta terça-feira (10/4), até a solução do problema do não pagamento de seus salários mensais, conforme informa o ofício encaminhado ao gestor José de Souza Alves, popular Deca, pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista e Região Sul e Oeste do Estado da Bahia (SINSERV) – Delegacia de Rio do Antônio.

De acordo com informações obtidas, são constantes as reclamações dos servidores, sobre o município de Rio do Antônio não cumprir o que determina o Art. 42 da Lei nº 071/2011, que dispõe sobre a Estruturação do Plano de Cargo e Carreira da Rede Pública Municipal de Ensino de Rio do Antônio.

No documento, a entidade sindical ainda alega que, desde o dia 10 de outubro de 2017, vem encaminhando ofícios à Administração Municipal, notificando sobre a situação, e, portanto, a gestão não pode justificar de que não foi informada com antecedência sobre às consequências pela falta de resolução do problema.

Em mensagem postada na Rede Social, um servidor do município avaliou como desrespeitoso o tratamento dado pela prefeitura de Rio do Antônio ao funcionalismo público municipal. “Estamos preocupados. Os atrasos de salários têm sido corriqueiros na gestão do prefeito Deca. Se trabalhamos temos o direito de receber o salário em dia. Salário é vida, é comida na mesa, são contas pagas. Sem salário não há dignidade. Os professores e professoras de Rio do Antônio merecem respeito e dignidade”, desabafou o funcionário.
A nossa reportagem manteve contato com o prefeito Deca, através de mensagens via WhatsApp, no entanto até o fechamento da matéria, o chefe do executivo municipal não se manifestou sobre o assunto. O espaço continua à disposição.

Por Vilson Nunes / Foto: MalhadaAcontece

Comente

comentários

Publicações Relacionadas

Campanha do MPF alerta para lei sobre atendimento a vítima de estupro

hrbahia

Eleições 2018: proibida a realização de enquetes eleitorais

hrbahia

Em agenda à Salvador, Prefeito Suly busca melhorias para esporte e segurança pública de Igaporã

hrbahia
Carregando....