Governo do Estado atua no combate ao racismo nos Jogos Olímpicos

agosto 10 09:01 2016 Imprimir esse Artigo

contra_racismo-copy

Neste mês, quando Salvador recebe partidas de futebol dos Jogos Olímpicos, o Governo do Estado intensifica as ações no enfrentamento ao racismo, recebendo denúncias de eventuais casos que envolvam atletas, torcida e profissionais envolvidos nas atividades esportivas. Além de campanha nas redes sociais, o Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, órgão vinculado à Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), e a equipe da pasta estarão disponíveis para atender vítimas de violação de direitos nesta área.

A denúncia pode ser feita no Centro Nelson Madela, localizado na Avenida 7 de Setembro, de segunda a sexta-feira, ou pelo e-mail cr.racismo@racismo.ba.gov.br e pelo número (71) 3117-7448. Os casos registrados na unidade são acompanhados pela Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa do Estado da Bahia, que agrega instituições do poder público, universidades federais e estaduais, órgãos que formam o Sistema de Acesso à Justiça e um conjunto de organizações da sociedade civil. As vítimas também podem procurar a própria Sepromi, na Avenida Paulo VI, nº 760, Edf. Belmonte Empresarial, 2º andar, no bairro da Pituba, também na capital.

Em 2014, aproveitando a realização da Copa do Mundo, a então Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014 (Secopa) e a Sepromi lançaram a cartilha ‘Copa sem racismo’, que reúne informações históricas e no âmbito legal em relação à pratica do racismo, deixando um legado após o fim da competição.

Comente

comentários